Recentemente li A Arte da Guerra, é um livro super clássico. Segundo reza a lenda foi escrito por Sun Tzu por volta de 500 a.c e usado por Napoleão Bonaparte, Mão Tse-Tung (líder da “Revolução Chinesa”) e por Vo Nguyen (criador do exército que derrotou os Estados Unidos no Vietnã). Hoje é um livro queridinho dos políticos, executivos e administradores.

Apesar do nome do livro, Sun Tzu defende o menor enfrentamento possível. A ideia geral do livro é desestabilizar o adversário por meio de caminhos mais inteligentes do que o enfretamento direto.

O livro prega diversos ensinamentos, dentre eles destaco:

Espiões

Sun Tzu reserva um capítulo especial para o uso de espiões. São apresentados os tipos de espiões e suas atividades, neste capítulo é inevitável não lembrar dos serviços secretos contemporâneos: CIA, MI6 e porque não a nossa ABIN. E o plano de vigilância global denunciado por Edward Snowden? Pois é, esse capítulo é bem quente e nos faz refletir que informações são consideradas essenciais para estratégias bem sucedidas a milhares de anos. Viva a Tecnologia da Informação!

Não vou dar spoilers, então leia o livro. É rápido e vale a pena conhecê-lo.

Onde comprar?

Se quiser não precisa nem comprar, o livro é de domínio público e se encontra facilmente na internet. Lojas como as Americanas e a Saraiva vendem o livro em alguns boxes promocionais com mais dois livros e eu comprei por algo em torno de R$ 25,00 (sai mais barato do que imprimir e o material deles é aceitável).

Boa leitura!